domingo, 15 de dezembro de 2013

15º Encontro da Confraria da Correa Dutra - 2013



É
 muito dificil descrever o que sentimos num Encontro como esse.  Um ano de espera. Dúvidas em relação à data, ao lugar, mas atendendo à maioria, mais uma vez em um local que parece feito para nós.
Foi nosso 15º Encontro, e 5 anos no Catete Grill, que mudou de nome,  mas continua como um anfitrião de primeira.  

Nos reserva sempre um lugar especial, com atendimento de primeira, tudo à disposição, e o mais importante, perto de nossa área, de  nossa casa, de nossa gente. É uma facilidade e sempre atrai algum conhecido para nossa festa.


A cada ano buscamos reencontrar  amigos mais afastados. Queremos saber como eles estão e, se possível, trazê-los para juntos de nós.

Em 2013 mais uma vitória. Após a presença de Rodrigo, o filho do Jhonny, e Zé Kley, em 2012, conseguimos trazer Clerton, o Xin, ou o EspadaXin, para nosso Encontro.  

Infelizmente o Xin não está em plena forma. Passou por alguns probleminhas e hoje é uma figura bem diferente daquele cara cheio de vida, alegre, ganhador da loteria esportiva. Anda e fala com alguma dificuldade mas temos a certeza que o veremos mais forte em 2014.

Nosso Diretor de Comunicação, Marco Charuto apresentou o Encontro de 2012, o Filme. Obra prima que por pouco não conquistou o Oscar da Categoria.

E o ponto alto da película foi o Sr. Denis Pedro, o popular Parafuso, Técnico do AVEC , o time da Correa de Cima.  Infelizmente neste ano ele não voltou.  Cumpriu seu tempo, mas nos deixou no filme, um depoimento cheio de emoção e carinho em palavras recheadas de saudades.  Siga em paz amigo, eterno treinador, suas palavras ficarão para sempre guardadas em nossas mentes e nos nossos corações.

Lamentavelmente, para 2013, foi difícil colher novos depoimentos, a galera preferiu não arriscar. 

Registramos o retorno de Luizinho Boiadeiro, acompanhado de 2 filhotes,  e cheio de histórias pra contar. Continua forte como um touro e aos 60 mantém um corpinho de 59.


Cecé, atualmente famosa dentista de Campos dos Goytacazes, a Dra. Aracélie fez questão de comparecer e foi uma das primeiras a chegar. 

Enfrentou um tremendo engarrafamento mas chegou sã e salva e aproveitou para rever velhas amizades. Prometeu voltar em 2014.


Outro ponto alto de 2013, foi a presença do  casal Robson “Pirata” e “Vovó” Tania.

Muito tempo afastados da Correa Dutra, foi uma agradável surpresa e festejados com muita alegria por todos nós. Um grande cara e parceiro de várias aventuras.  Ela, uma grande amiga, inesquecível.  Claro que ficou a promessa de presença garantida em 2014.

E como sempre, até mesmo pela localização de nossa festa, outros velhos conhecidos passaram, viram e entraram, como por exemplo, Docarri, Lagarto, Gueomar, Celinho, e outros que esperamos também contar em 2014.


 



E o próximo Encontro, o 16º, já começou. 




Como sempre,a Diretoria ouviu vários confrades e selecionou 3 datas para que a maioria possa decidir:  31 de outubro, 7 de novembro e 14 de novembro de 2014
A votação já começou...

video



segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Decreto Legislativo nº 171/2013




Confraria Correa Dutra e Arredores
Presidência
Faço saber que a Diretoria da Confraria aprovou, e eu, José Drinks, Presidente da Confraria da Correa Dutra e Arredores, nos termos do parágrafo único do art. 171 do Regimento Comum e do inciso CLXXI do art. 69 do Regimento Interno daesta Confraria, promulgo o seguinte

DECRETO LEGISLATIVO Nº- 171, DE 2013

Aprova o ato que outorga permissão para a realização do 15º ENCONTRO ANUAL DA CONFRARIA CORREA DUTRA E ARREDORES e dá outras providências.

O Presidente decreta:

Art. 1º  Fica aprovado a data de 29 de novembro de 2013 para o 15º Encontro Anual da Confraria da Correa Dutra e Arredores, selecionada pela Comissão do Evento com base em ampla pesquisa de opinião dos confrades.

Art. 2º  Outorga à Vice-Presidência da Confraria para a confirmação e marcação do local definido  pela Comissão do Evento, Catete Grill, sito à Rua do Catete 239, Catete, Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, Brasil, América do Sul, Terra.

Art. 3º  Fica determinado a manutenção desta Presidência e seus Diretores e Assessores, por mais um exercício.

Art. 4º Este Decreto Legislativo entra em vigor na data de sua publicação.

Confraria da Correa Dutra e Arredores, em 02  de novembro de 2013.


José Drinks
Presidente da Confraria da
Correa Dutra e Arredores

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

A torcida organizada



A
 “torcida organizada” faz a diferença. Suas bandeiras homenageiam clubes e jogadores e embelezam as arquibancadas. Seus gritos são verdadeiros cantigos de guerra que carregam os times para frente, renovam suas energias e fazem tremer os adversários, principalmente quando, além de tudo isso, uma torcida ainda se encontra no estádio com um maior número de torcedores que a outra.
No Brasil, a primeira torcida reconhecida como "organizada" veio de Minas Gerais. Numa época em que o futebol era esporte da elite, e sem a violência, que já foi maior  mas que hoje ainda desfila nos nossos estádios. As mulheres dos torcedores do Atlético Mineiro, se reuniram, criaram uniformes e pequenas bandeiras de mão, e passaram acompanhar seus maridos com coreografias e versos e frases de apoio, inspiradas nas Universidades americanas.
A alegria contagiou os torcedores.  Os homens se juntaram às mulheres e passaram a organizar grupos cada vez maiores, com bandeiras que ganharam mastros, e faixas com incentivos.  Introduziram os instrumentos para marcar o ritmo assim como os fogos de artifício para saudar seus jogadores ao entrarem em campo. 
As torcidas tomaram lugar de destaque.  A cada jogo uma inovação.  Cada vez mais alegres, descontraídas e organizadas, nada que fosse voltado para a violência.
A TUSP - Torcida Uniformizada do São Paulo,  em 1939,  foi a primeira a ser reconhecida oficialmente pelo clube como sua “torcida organizada”.  Formada por homens e mulheres, com uniformes próprios e que passaram a seguir o time por todos os seus jogos, em qualquer estádio que fosse.
Neste ritmo, Internacional, no Rio Grande do Sul, e o Fluminense, no Rio de Janeiro,  foram os que logo também conheceram suas primeiras grandes torcidas organizadas.
Inicialmente formadas por torcedores de uma classe mais privilegiada, seus uniformes e bandeiras, que representavam as cores e símbolos de cada clube, passaram a ser negociadas, inclusive nas demais camadas da sociedade, o que serviu, de certa forma, também para ajudar a difundir o futebol pelo Brasil.   
E a torcida cresceu. Para muitos,  chegou a alcançar um nível de fanatismo incontrolável.  Os incentivos ao time se misturaram aos xingamentos contra os adversários. As torcidas passaram a ser rivais não apenas nas arquibancadas mas também nas ruas, antes e, principalmente, depois das partidas.
A perda de um jogo, ou pior, de um título, virou motivo de tumulto, confusão e até mesmo mortes.  Essa marca de violência alcançou o auge na Inglaterra, quando grupos de torcedores passaram a praticar um vandalismo desenfreado, que cresceu muito além do que previam as autoridades locais.
Autoproclamados de holligans, eram formados por jovens que bebiam, consumiam, perturbavam, e se antes já discutiam política e religião, passaram a “brigar” por seus times e seleções. 
Em 1985, na decisão da Taça dos Campeões Europeus, entre Liverpool, da Inglaterra e Juventus, da Itália, o Estádio de Heysel, Bélgica, foi palco de um verdadeiro massacre com quase meia centena de mortos. Fato que resultou na suspensão por cinco anos, de equipes britânicas participarem de torneios e copas européias.
No Brasil, o vandalismo também já se fez presente em várias oportunidades, como por exemplo no confronto entre Coritiba e Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro de 2009, quando a torcida do Coxa, revoltada pelo rebaixamento de seu clube, invadiu o campo, ameaçou jogadores de ambos os times e culminou com brigas generalizadas.
Com a aproximação da Copa, as “torcidas organizadas” se tornaram alvo das autoridades e organizadores. Houve uma tentativa de simplesmente acabar com as “organizadas”.  Uma visão deturpada, pois seria a mesma coisa que descolorir os estádios, calar o grito de um gol, de uma vaia, da alegria de torcer por seu time.
Falou mais alto a voz do torcedor. Combater a violência sim, mas com métodos racionais, com tecnologia e eficiência. Algumas ações estão caminhando neste sentido, como por exemplo, a separação das torcidas em ambientes distintos, o cadastramento das “organizadas e seus membros”, além de uma maior segurança dentro e fora dos estádios. Aos poucos, é possível observar que ir a um jogo de futebol, ou mesmo de outros esportes de massa, volta a ser um programa saudável e familiar.
E voltando um pouco para a nossa Correa Dutra, mesmo depois de mais de meio século de convivência, até os dias de hoje está viva uma grande rivalidade entre duas torcidas locais. 
De um lado, como não poderia deixar de ser, a “mulambada” flamenguista. Sem sombra de dúvidas a maior torcida, e que não poderia ser diferente, uma vez que a Correa Dutra se encontra no centro do bairro que leva este nome, Flamengo, e onde foi criado o clube, cuja sede náutica originou o nosso Sede Velha Futebol Clube.
E devido à grande fase do Botafogo nas décadas de 60/70, na proximidade do bairro que deu origem ao clube, assim como por nossa freqüência assídua às domingueiras e aos bailes de carnaval no antigo Mourisco, sua torcida, chamada de “cachorrada” e “chorões” , se transformou na maior rival desse confronto, que apesar de não serem vistas como “organizadas”, e nunca terem partido para a violência, mantém vivo o espírito gozador do carioca e das provocações entre si, como é possível observar pelos exemplos de “carinhosas” trocas de email entre alguns dos torcedores mais ativos de ambas torcidas:

De: Carlos Teixeira
Para Correa Dutra
Enviada em: quinta-feira, 24 de outubro de 2013 12:10

Foi uma merecida vitória, embora tenha sido construída com um pouco de sorte no inicio - dois chutes errados que entraram por isso.
Mas nada adianta falar pois o flamengo foi melhor HOJE.
Voltamos a nos dedicar a Libertadores e vocês a escaparem do rebaixamento.
O Negão foi comprado - já virou brasileiro
BN

De Vieira
Para correadutra@yahoogrupos.com.br
Enviada em: quinta-feira, 24 de outubro de 2013 12:13

Kibe,
O problema nao e perder do framengo,
O pior de tudo e perder pra esse timeleca, um bando correndo que nem um esfomeado comendo capim pela raiz sem tecnica e nocao nehuma de futebol, isso e que e demais para o bem do futebol.
No mais agora e aguardar a imprensa porca e marrom, pedir Jaime de Almeira e o brocador na selecao.
Svieirovisky



From: Luiz Machado
Sender: correadutra@yahoogrupos.com.br
Date: Wed, 23 Oct 2013 19:03:41 -0700 (PDT)
To: Correa Dutra
Subject: [correadutra] Vai falar o que?
 
Byra,
A televisão aqui não estava pegando bem. Chovia muito. Chovia gols e mais gols. A cachorrada latia sem parar, mordendo o rabo cagado. Cagado sim, pela falta de respeito como sempre se refere ao mais querido do mundo. Um time com um elenco modesto, sem nenhuma "estrela solitária" em seu elenco. Um time que desde o início do ano sabíamos que não seria capaz de disputar os primeiros lugares no Campeonato Brasileiro, mas mesmo assim, estamos lá, lutando com a tão conhecida garra rubro-negra.
O placar de hoje mostra o que é um time guerreiro, não um time que acidentalmente faz um golzinho e se acha igual ao Barcelona. Um placar verdadeiramente elástico. A cachorrada caiu de 4. Quatro bicadas no rabo, bem dadas e que nem o simpático pretinho importado (que aliás sumiu no jogo!!!) conseguiu mostrar porque foi tantas e tantas vezes o melhor do mundo. Um blefe! Ou quem sabe, foi uma lição, dessas que gringo aprende como se joga aqui no Brasil.
Ora senhores, o que vi hoje deu gosto de ver! Um time aguerrido, que entrou em campo com gana, com vontade de vencer, de mostrar que a distância que o separa do simpático bairro carioca é apenas um ponto de ônibus; e o que o separa de estar próximo à tabela do campeonato é apenas um acidente, pois no meio do caminho tivemos que trocar de técnico e nos adaptar a falta de sintonia e entrosamento de um time de jovens meninos em sua grande maioria.
Valeu Mengão! Foi um bom "cala boca cachorrada"! Uma despedida melancólica de um time que se manterá agora igual a seu símbolo, solitário em seus lamentos. 
Que venha quem vier agora. Estaremos aqui esperando.
Saudações Rubro Negras a todos!
Kybe


De: Vieira
Para:  GR Correa Dutra

AMARÍDIO,
ELES REALMENTE TÊM A MAIOR TORCIDA DO MUNDO, E TAMBÉM A MAIS MOLAMBENTA E MISERAVEL, COMO VAI COMPRAR UM HUBLOT, O QUE SOBRA ELES BEBEM EM CACHAÇA DE QUINTA CATEGORIA.
SVieirovisky



De: correadutra@yahoogrupos.com.br
Em nome de amaro crespo
Enviada em: segunda-feira, 20 de maio de 2013 17:37
Para: GR Correa Dutra
Assunto: [correadutra] CADÊ A MAIOR TORCIDA DO PLANETA !!!!

Flamengo finaliza leilão de relógios sem lance e sem dinheiro para obras no CT


De: Luiz Machado
Para: correadutra@yahoogrupos.com.br
  
Byra,
Iniciei minha crônica falando justamente deste assunto. Da época em que este campeonato parava a cidade. Hoje em dia quem para a cidade é "Matemático" e vendaval. Lembrei-me do "Furacão", mas este também já não para mais ninguém. Está parado lá em Copacabana com sua tradicional marra.
A amplitude que este campeonato tinha, era um fenômeno que não respeitava fronteiras. O Brasil se rendia ao que acontecia neste campeonato. América e Bangu, frequentavam o Maracanã com status de time grande. Bons tempos.
Hoje em dia, temos alguns times que nem sabemos quem são seus jogadores. Times com nomes pretenciosos e até "audaciosos" como é o caso do Audax. Quissamã, mais parece nome de prato com crustáceo baiano do que de time de futebol. Nem conhecemos os nomes dos jogadores adversários (à excessão dos 4 grandes).
Verdade seja dita, que a pau que dá em Chico, dá em Francisco; e todos os times concordaram em participar do campeonato. Então, ganhou o melhor. Se não é aqueeeeeele time glorioso que nossos felizes amigos conheceram ou que seus pais lhes contaram, mesmo assim, ele ganhou com justiça e valentia.
Também não considero desproporcional, a surpresa da imprensa estrangeira. É claro que se o simpático e sorridente Saci holandês não estivesse em terras tupiniquins, o feito heróico, passaria desapercebido. Uma boa estratégia de marketing que o simpático bairro aplicou e se deu bem. Rezem para que o Seedorf não se separe de sua mulher e queira voltar para a terra das loirinhas com tetas laticínicas.
Que Deus os abençoe e lhes conceda fôlego e a carteira do plano de saúde em dia. O campeonato brasileiro vem aí e teremos muitas emoções pela frente. Aquela velha história de ficar entre os 10 primeiros.
Saudações a todos, pois já fui dormir!
Kybe



De: UBYRAJARA FILHO
Para: correadutra@yahoogrupos.com.br
Enviadas: Terça-feira, 7 de Maio de 2013 23:00
Assunto: Re: RES: [correadutra] TRÍPLICE COROA !!!

A cachorrada não consegue ficar quieta..... Claro que o Campeonato ERA interessante, época que só os times grandes ganhavam. Lembremos que o MENGÃO é o time com o maior número de campeonatos ganhos....depois, o Carioca foi ficando sem-vergonha, sem torcida..... e coincidencia ou não o foguinho passou a chegar às finais e até a ganhar alguns... e mesmo assim continua longe do numero de conquistas do Mengão..... isso mesmo considerando que o foguinho já teve diversos craques (bons tempos).
Byra


De: Vieira
Assunto: RES: [correadutra] TRÍPLICE COROA !!!
Para: correadutra@yahoogrupos.com.br
Data: Terça-feira, 7 de Maio de 2013, 18:30
 
PREZADOS,
O QUE É MAIS GOZADO NESTA CELEUMA TODA DO CAMPEONATO CARIOCA DE 2013, É QUE ATÉ O ANO PASSADO ERA O MAIS CHARMOSO DO BRASIL, QUEM ERA O CAMPEÃO VIRAVA O TIME DA MODA NO PAIS, TODO MUNDO QUERIA QUE OS JOGADORES DESTE TIME FOSSE CONVOCADO PARA SELEÇÃO, O CAMPEONATO MAIS VALIOSO E IMPORTANTE PARA A MÍDIA, DE REPENTE,
TAIM TIAM TAIMA TÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃ, NÃO VALE MAIS NADA, A INVEJA PODE SER UMA MERDA, AFINAL FICAR FORA DA DECISÃO A MOLAMBADA E OS PORTUGUESES, COM AS TRICOLETES FALANDO LIBERTADORES, POR QUE JÁ SABIAM QUE SENTAR NO CROQUETE DO HOLANDÊS FIZERAM TUDO PARA A IM´PRESNA PORCA ESPORTIVA DESTE PAIS DIVULGAR ESTAS NOTAS DE 5ª CATEGORIA.
QUE SE FODA, FOGÃO CAMPEÃO, EU TI AMO AMOR E MEU CORAÇÃO FERVE POR VOCÊ E NÍNGUEM CALA ESSE NOSSO AMOR E É POR ISSO E VAI POR ADIANTE.  
SVieirovisky



Enviada em: terça-feira, 7 de maio de 2013 15:21
Para: correadutra@yahoogrupos.com.br
Assunto: RE: [correadutra] TRÍPLICE COROA !!!

Kibe, 
Chegamos ao cumulo do ridiculo: comemorar tríplice coroa no campeonato carioca...... é triste constatar a que ponto a cachorrada chegou, comemorando tudo....... se ainda fosse: carioca- brasiloeiro e Libertadores.... merecia uma comemoração...mas Guanabara, Taça Rio e total de pontos corridos (tudo na Cariocão) é dose. Quem te viu e quem te ve.
Byra

De: Carlos Teixeira
Assunto: RE: [correadutra] TRÍPLICE COROA !!!
Para: "Correa Dutra" < correadutra@yahoogrupos.com.br >
Data: Segunda-feira, 6 de Maio de 2013, 22:12
 
Quem entubou o bastão foram vocês.
BN


To: correadutra@yahoogrupos.com.br
From:
Date: Mon, 6 May 2013 18:08:40 -0700
Subject: Re: [correadutra] TRÍPLICE COROA !!!

Byra,
Com a tríplice coroa, a cachorrada se lambuzará no bastão holandês!
Fui.
Kybe



De: Carlos Teixeira
Para: Correa Dutra < correadutra@yahoogrupos.com.br >
Enviadas: Segunda-feira, 6 de Maio de 2013 21:59
Assunto: RE: [correadutra] TRÍPLICE COROA !!!
 
A mulambada esta tão calada ........
Vão te catar !!!!!!
BN



To: correadutra@yahoogrupos.com.br
From: amarocrespo
Date: Mon, 6 May 2013 12:44:18 -0300
Subject: [correadutra] TRÍPLICE COROA !!!

PREZADOS,
BABA BABY BABA !!!
CHUPA UVA NENEMMMMMM !!!
TRIPLICE COROA COM 3 VICES !!!
TAÇA GUANABARA - VICE - VASCAINDO !!!
TAÇA RIO - VICE - FLORMINENSE
CAMPEÃO CARIOCA POR TOTAL DE PONTOS GANHOS - VICE - MULANBADA !!!
CLÍNICA GERAL  !!!
CHORA NA RAMPA !!!!