terça-feira, 29 de março de 2011

O sal da Terra - Beto Guedes/Ronaldo Bastos

Deu vontade de escrever....


    Lembrei-me hoje de algumas cenas de nossa juventude. O outono chegando, o frio e a chuva tornando-se uma constante, de nossas caminhadas no Aterro do Flamengo. As meninas com suas blusas cacharrel (tava na moda, lembram?) combinando com as calças Lee - nessa época nem falávamos jeans. Os namoros e expectativas de um futuro quase sempre incerto, onde passar no vestibular era o maior desafio a ser conquistado. Alguns de nós, porém, nem isso puderam sonhar, pois a conquista do mundo iniciou-se mais cedo, por caminhos lavrados com o suor do dia-a-dia.
    Como disse Beto Guedes: "muitos se perderam no caminho..." - Sal da Terra; e tem tanta gente que me lembro e que nunca mais vi. Alguns eu melembro da fisionomia. Bem nítida por sinal. Outros nem me lembro mais do nome, e os flashes de lembrança espocam em cenas rápidas.
   Desculpem-me, mas hoje estou melancólico. Nada demais. Apenas uma saudadezinha da época de juventude. Coisa de quem já passou dos 50...rsrsrs.
   Voltarei a contar as reminiscências de nossas juventude logo,logo. Deu vontade de escrever.
    Beijos!

segunda-feira, 28 de março de 2011

Benvindo Rafael Pedersoli

Os parabéns de nossa Turma, e de Drinks&Kibe, não poderia ser outro senão as próprias palavras da vovó Rose.

Amigos, Confrades e Confreiras,

com carinho venho compartilhar com voces o nascimento do meu mais recente membro da Familia Pedersoli, mas que também é dos Santos, por parte do nosso membro da Confraria Sergio (pequeno).
Sérgio sempre muito ausente, muito distante, mas é avô pela segunda vez. Nao tive como comunica-lo via telefone, pq tampouco temos uma "ligacao" para tal.
A ausencia dele é sua "presenca" marcante e por isso vou usar esse meio, dos Amigos, com muito amor e carinho, para levar a ele essa noticia, com fotos e tudo.
Nasceu o Rafael, dia 23.04.2011, aproximadamente 19:30 hora local em Groningen, Holanda.
Parto normal, induzido as 19 horas mas com bastante tranquilidade e sem qualquer problema.
A Fabiana aguentou muito bem e so mesmo no final pedia a qualquer custo a epidural, mas ja era tarde para isso ou para cesariana.
E estao ambos muito bem. O Rafael nasceu com 52 cm e 3,720 Kg ja abriu os olhos e ja mamou, respiraçao e ritmo cardiaco bons e graças a Deus sem nenhum deformaçao.
Amanha de manha vem ambos para casa e durante 8 dias vamos ter assistencia diaria de uma equipe de enfermeiros aqui em casa.
Aqui está a notícia para os Confrades e para o Avô.... mesmo que distante, é avô, como já falei....
Amigos que estiveram comigo no Facebook, como Kibe, Léo e outros, agradeco o carinho e as vibraces positivas, que sempre ajudam muito em momentos como esse.
Amaro voce, mais uma vez com os seus pps's, me levou as lagrimas o SAUDADES.... já escrevi umas palavras que me vieram da Alma, depois que li esse pps e mandei com muito amor e carinho para minha filha....
Obrigada a todos que participam com muito carinho e atencao, dando suporte a nós todos em conjunto, onde quer que estejamos, estamos juntos, por essa via e via Blog, que nos une e nos faz rir, chorar e ter experiencias lindas como esta.
O Blog é testemunha das primeiras palavras que me vieram da alma, com o primeiro depoimento e depois foi crescendo a cada dia... como a netinha do Ze que já está lá caminhando ou dando seus primeiros passos, cambaleantes .... que alegria estamos acompanhando esses momentos de AMOR, de crescimento e de muita emocao na vida de cada um de nós, que aqui estamos nos unindo, nos fortalecendo, nos alegrando e muitas vezes também chorando.... eu entao nem fale....junto comigo, com Kibe, com a Cece e Ze em hospital, Byra com as suas informacoes importantes, para todos os gostos... Kibe com toda a sua gama de conhecimentos e claro, com o bom humor que é o "carro-Chefe" da nossa QUERIDA CORREIA DUTRA....
Que Deus nos uniu para darmos uns aos outros esse carinho, esse amor, essa atencao que todos precisamos.....
Fiquem na Paz do Divino Mestre... e com as fotos do Rafael Pedersoli de Oliveira.... (eu acho... ahahaha ainda nao sabemos o nome completo)... ahahahaha
Beijocas com muito amor e afeto.....

Rose


E não poderíamos deixar o complemento criado por nosso DBN - Departamento de Babação dos Netinhos, fora desta singela homenagem.



Benvindo Rafael!

Olha lá mamãe!
Tá vendo o mulekin!?
Fica quieto menino, senão acorda o lindin.

Olha lá mamãe!
Sorriu pra mim!
Deixa estar menino, é mesmo assim.

Olha lá mamãe!
Parece um anjin.
Chegou agora, amor. Tá cansadin.

Olha lá mamãe!
Qual é seu nomim?
É Rafael amor,

A alegrar o coração de seus paizin!


Kibe
Drinks&Kibe
Departamento de Babação dos Netinhos

sábado, 19 de março de 2011

Marina Drinks - Primeiros Passos - 2011



Dizem que sou coruja,
que babo só de ver,
mas se a baba enferruja
o sangue ela faz ferver.
Minha Nininha está andando,
em breve estará correndo,
brincando, nadando,
voando contra o vento.
Divido essa minha alegria
com os amigos de todos os tempos
que os primeiros passos de Marina
superem os contratempos
e levem minha menina
menina diva,
Nininha divina.

quarta-feira, 9 de março de 2011

Erasmo Carlos - Mulher (ao vivo)


Esta também vai para todas as mulheres; companheiras, amigas, filhas, amadas, queridas; enfim, a todas aquelas que nos fazem felizes.

8 de março - Dia Internacional das Mulheres (com Martinho da Vila)



Hoje, 8 de março, Dia Internacional da Mulher, e sempre me pergunto se faz necessário uma data específica para as mulheres.

O que faz a mulher ser tão importante para merecer um dia especial? Antes que alguém me agrida, eu mesmo respondo. Na verdade, o dia delas são todos os dias. Não que os homens não mereçam tal consideração, mas a história nos ensina que desde os mais antigos traços da humanidade, ou mesmo os ensinamentos religiosos, o homem se colocava superior à mulher, ao ponto de estarmos em pleno século XXI e existirem ainda no mundo diversos núcleos sociais com regime patriarcal e machista.

Mas com superação elas conquistam cada vez mais espaço e lugares de destaque na sociedade. São atuantes, buscam a independência e se contarmos o complemento do lar e da família, diria que elas praticamente nunca têm folga.

Não faz muito tempo eram vistas com desconfiança para exercer funções antes desempenhadas apenas pelos homens. Trabalhavam, e algumas ainda trabalham, por salários menores para a mesma tarefa feita pelo homem. As piadas eram mais constantes embora hoje estejam mais preparadas para evitar o assédio. E como não bastasse, entre as próprias mulheres a discriminação já foi bem mais forte, pois as mais antigas temiam perder o espaço já conquistado, seja pela competência ou pelas características físicas das mais jovens que chegavam. Talvez por isso que, em geral, a mulher prefere dividir o trabalho com o homem.

Essa luta das mulheres é histórica e começou a tomar corpo no final do século XIX. Tanto nos EUA quanto na Europa as meninas se uniriam para derrubar várias barreiras, a maioria com punho machista. Nos EUA, em 28 de fevereiro, o Partido Socialista da América comemora aquele que é considerado o primeiro Dia Internacional da Mulher, realizado em homenagem à greve das costureiras de Nova Iorque contra as más condições de trabalho da indústria do vestuário. No ano seguinte, em Copenhague, capital da Dinamarca, na primeira conferência internacional de mulheres, a feminista alemã Clara Zetkin vê aprovada sua proposta para a criação de um dia Internacional da Mulher, celebrado no ano seguinte, no dia 19 de março, em diversos países da Europa.

E como as notícias voam, principalmente quando é do interesse delas, uma parte do movimento feminista americano tenta conjugar os acontecimentos na Europa com a morte de mais de uma centena de costureiras ocorrida no mesmo mês de março, dia 25, no grande incêndio da fábrica da Triangle Shirtwaist, em Nova Iorque, e tentam estabelecer esta data como a origem do Dia Internacional das mulheres.

A celebração no dia 8 de março, adotada pela ONU em 1977, foi uma homenagem as mulheres russas que lutaram por melhores condições de vida e trabalho e contra a entrada do seu país na Primeira Guerra Mundial e também contra a discriminação e a violência das muitas mulheres que ainda são submetidas em todo o mundo.

No entanto percebemos pequenas diferenças entre a “feminista” e a mulher “feminina”. A primeira é a lutadora histórica, que de certa forma se masculiniza para alcançar e até ultrapassar o homem. A mulher feminina não chega a ser uma oposição à feminista, diria que é apenas a forma de mulher que o homem deseja ver, seja ela fraca ou forte, magra ou gorda, baixa, alta, bela ou feia. É da natureza da mulher, e para aquela que consegue aliar uma e outra não existem barreiras intransponíveis.

Nossa Confraria é formada por uma maioria masculina mas as mulheres que nos povoam, principalmente as que estão mais próximas, seja na vida particular, ou pela freqüência nas trocas de mensagens, são todas vitoriosas. Combinam muito bem a força feminista com a leveza e a sensualidade da mulher feminina.

E sendo assim, um grande parabéns para a mulher, não somente para a mulher representada no Dia Internacional da Mulher, mas também para a mulher mãe, a mulher vovó, a mulher amante, a companheira de e para todos os dias e todas as horas. E como diria Martinho da Vila...

Já tive mulheres
De todas as cores
De várias idades
De muitos amores
Com umas até
Certo tempo fiquei
Prá outras apenas
Um pouco me dei...

Já tive mulheres
Do tipo atrevida
Do tipo acanhada
Do tipo vivida
Casada carente
Solteira feliz
Já tive donzela
E até meretriz...
...


terça-feira, 1 de março de 2011

Velhos tempos, belos dias

video

Velhos tempos, belos dias

A vida é realmente uma caixinha de surpresas. Durante nossa infância e juventude vivemos cada dia, cada momento, como se fosse realmente único. Até por conta da própria idade, não temos muito do que lembrar, temos mesmo é que viver, ir aos extremos, experimentar, e lutar contra o perigo, sempre presente, de não se deixar ultrapassar os limites.
Com o passar do tempo a bagagem aumenta. Sonhos se realizam, outros se apagam e o novo vira velho.
Para trás ficam belos dias e também os dias feios.  Ficam na memória o bom e o mal, a paz e a guerra, o que é rico, o que é pobre.  Fica a juventude que não queremos largar.
Uns mais saudosistas, outros menos, mas a verdade é que todos nós queremos olhar para trás, para os velhos tempos e principalmente para os belos dias.
Aqui é nosso pedaço de tempo, onde nossas lembranças ficarão para sempre belas e guardadas. 
Mas o tempo não para.  Continuamos a criar lembranças e a pensar no futuro.
São novas emoções. Novas tardes de domingos, com tantas alegrias e muita história para contar.
  Nos resta agora, lembrar, curtir, contar, participar
e
PARABENIZAR os aniversariantes deste mes de MARÇO:

Renato "Rivelino"  (01)
Antero (02)
Luiz Claudio "Kibe" (07)
Sérgio "Pequeno" (08)
Jorge Luiz "Cachórros"  (10)
Milorge  (13)

e tb os outros não cadastrados...